Curiosidades do Amazonas

30maio

Museu da Catedral Metropolitana de Manaus no Centro Histórico

No centro de Manaus, na Igreja da Matriz, tem um museu muito interessante de ser visitado. Dentro da Catedral Metropolitana de Manaus – Nossa Senhora da Conceição, existe uma sala ao lado esquerdo, um pouco antes do altar. Essa sala leva ao Museu da Catedral.

O museu tem um acervo bem modesto, mas riquíssimo de cultura e história local. A grosso modo, o que mais chama a atenção são os paramentos e batinas utilizadas ao longos dos anos pelos Bispos de Manaus, além disso, destacam-se as imagens sacras, as Bíblias e a réplica de uma carta, encontrada dentro de uma garrafa, durante a restauração da igreja!

Esse objeto é interessantíssimo! Estima-se que a carta tenha sido escrita por volta de 1870, por um dos operários que trabalhou na construção da atual Catedral. A carta original está sob a guarda do Departamento de Patrimônio Histórico da SEC – Secretaria Estadual de Cultura.

Essa carta foi encontrada em 2002, quando houve a intervenção arqueológica e durante a intervenção foi encontrada uma garrafa de vidro com uma mensagem do mestre pedreiro Francisco Canejo e do frade português, atestando a data do fechamento da porta. No reboco do arco, ao centro, pode-se notar uma “traçaria”, desenho gravado na fachada da igreja.

 

Réplica da garrafa de vidro com uma mensagem do mestre pedreiro Francisco Canejo e do frade português, atestando a data do fechamento da porta./ Marcus Pessoa

Réplica da garrafa de vidro com uma mensagem do mestre pedreiro Francisco Canejo e do frade português, atestando a data do fechamento da porta./ Marcus Pessoa

Leia Mais »

19maio

Curiosidades sobre a Catedral Metropolitana de Manaus

Sem dúvida a Catedral Metropolitana de Manaus, mais conhecida como Igreja da Matriz, é um local rico de história e assim como grandes obras da nossa cidade, existem muitas curiosidades que poucas pessoas conhecem. Aqui neste link eu já escrevi um pouco sobre a História da Catedral Metropolitana de Manaus ou Igreja da Matriz .

A primeira parte dessa história,  é referente ao ano de em 1695, quando os padres Carmelitas, ergueram aquela que é considerada a primeira CAPELA DE MANAUS, em homenagem a Nossa Senhora Da Conceição. Naquele tempo localizava-se no antigo largo da Trincheira.

Porém, era apenas uma capela, de barro e palha que acabou sendo demolida e depois foi construída uma bem maior no local. Essa maior, só foi concluído em 1788. Nela aconteceriam os principais eventos, como o JURAMENTO A PRIMEIRA CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA.

Quando ela foi criada, ela foi posta sobre uma elevação entre os igarapés do Espírito Santo e da Ribeira. Hoje ambos os igarapés estão aterrados. Olhem como era linda!

A atual Catedral Metropolitana de Manaus está situada na parte central da cidade, sobre uma elevação entre os igarapés do Espírito Santo e da Ribeira (ambos aterrados), com sua fachada principal voltada para o rio Negro que até hoje é o principal portão de entrada da capital amazonense.

A atual Catedral Metropolitana de Manaus está situada na parte central da cidade, sobre uma elevação entre os igarapés do Espírito Santo e da Ribeira (ambos aterrados), com sua fachada principal voltada para o rio Negro que até hoje é o principal portão de entrada da capital amazonense.

Leia Mais »

16maio

Dor e Sofrimento : A fatídica noite de 28 de março de 2014, o acidente que marcou Manaus

A noite da sexta-feira dia 28 de março de 2014 foi marcado por um acidente horrível. Por volta das 20h30, um caminhão do tipo caçamba, que trafegava no sentido bairro-centro, se desgovernou a 100 km/h e furou a contramão da Avenida Djalma Batista atingindo em cheio e de frente um ônibus executivo que fazia a linha 825 (Redenção-Bairro da Paz) em frente da Universidade Paulista – UNIP, em Manaus.

O micro-ônibus estava com aproximadamente 40 passageiros na hora da colisão. Depois da batida, foi um desespero só.

AP – ACIDENTE/MANAUS/ONTEM – CIDADES – Um micro-ônibus do transporte coletivo e um caminhão colidiram por volta das 20h30 de ontem (28), na Avenida Djalma Batista, nas proximidades da Arena da Amazônia, região centro-sul de Manaus (AM). Foram confirmadas a morte de 14 pessoas, entre elas os motoristas dos dois veículos, uma criança e uma grávida. O caminhão prestava serviços para a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). A prefeitura decretou luto oficial de três dias na capital. O acidente foi registrado no 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP). 28/03/2014 – Foto: CLÓVIS MIRANDA/A CRÍTICA/PAGOS

Leia Mais »

9jan

The Manaos Tramways

Segue uma galeria de imagens históricas do bonde de Manaus, The Manaos Tramways.
As fotos infelizmente não estão em ordem cronológica e também não possuem os fotógrafos identificados, irei fazer um levantamento preciso de modo a termos mais essa informação pra apreciarmos.

Leia Mais »

18maio

Conheça o lado desumano da Belle Époque que você não aprende nos livros tradicionais

Um dos períodos mais importantes para o desenvolvimento do Amazonas sem dúvida foi o período da borracha. Com a indústria precisando do nosso látex, conseguimos galgar destaque internacional. Um bom administrador, com seus projetos mirabolantes, que até hoje encantam o mundo inteiro, não perdeu tempo e fez a maior modernização histórica que o Amazonas já se teve notícia.

A Belle Époque (bela época, em português) foi um período histórico-cultural de muitos avanços tecnológicos que surgiu após a Segunda Revolução Industrial, na Europa, no final do século XIX (1860-1870) e durou até a eclosão da Primeira Guerra Mundial em 1914. A partir da primeira guerra mundial, e com a biopirataria que sofrera o Amazonas, a borracha foi perdendo espaço pra competição internacional, até o declínio total. Muitos que ficaram milionários com a seringa, acabaram empobrecendo e indo embora.

A Belle Époque durante o período áureo da borracha , trouxe o espírito europeu à amazônia e marcou nossa história como uma época de profundas transformações culturais que se traduziram em novos modos de pensar e viver o quotidiano.

Manaus na ” Belle Époque”

Leia Mais »

15maio

Conheça a história do Santuário de Nossa Senhora de Fátima em Manaus

O Santuário de Nossa Senhora de Fátima em Manaus, está localizado na Rua Japurá, em um dos mais tradicionais bairros da capital amazonense, o bairro da Praça 14 de Janeiro, zona sul de Manaus. Desde a fundação do bairro, os moradores do bairro da Praça 14 são muitos católicos e festeiros, tanto que ao lado do santuário, existe o barracão da Escola de Samba Vitória Régia, com samba de janeiro a janeiro, porém, os tambores somente começam a animar a população local depois da santa missa, claro.

Conheça a história do Santuário de Nossa Senhora de Fátima em Manaus / Colagem: Marcus Pessoa

Leia Mais »

9maio

Prepare-se para se surpreender com as Ruínas de Paricatuba

Este final de semana estive visitando e apresentando as Ruínas Históricas de Paricatuba localizada na Vila de Paricatuba, no município de Iranduba (a 25 km de Manaus).

Dessa vez, me surpreendi ao entrar na edificação, quando um senhor sentado em uma barraca na porta, saltou, nos cumprimentou e disse que se fôssemos entrar para fotografar, teríamos que pagar.

Tratava-se de um jovem senhor de nome Sérgio, que se intitula Presidente da Vila de Paricatuba, e segundo ele, ele está com aval da Prefeitura Municipal de Iranduba e da Secretaria de Turismo da cidade.

Ruínas de Paricatuba / Foto : José Hilton

Leia Mais »

23ago

Conheça a história do bairro Praça 14 de Janeiro em Manaus

A história da Praça 14 está intrinsecamente ligada à Revolução de 14 de janeiro de 1892, quando um grupo de revolucionários liderado por Almino Álvares Affonso, Leonardo Malcher e Lima Bacuri tentou tirar do poder o governador da época Thaumaturgo de Azevêdo, cujo principal motivo era a insatisfação popular, deveu-se ao fracasso da administração estadual, provocada pelo atraso do funcionalismo e fornecedores, dessa forma provocando uma grave crise que culminou com um rompimento até mesmo com o governo federal.

Jaqueirão

Jaqueirão

Leia Mais »

7ago

O Café-Bar mais tradicional de Manaus : O Café do Pina

Situado na Praça da Polícia, o Café do Pina é um dos bares e cafés mais tradicionais da cidade, e possui até uma confraria. O Café do Pina foi inaugurado em 03/05/1951 e tradicionalmente faz parte da história de Manaus. Nos primórdios, o Café do Pina ou Pavilhão São Jorge, estava localizado originalmente ao lado do Quartel da Polícia Militar, na praça Heliodoro Balbi.

Pavilhão São Jorge ou Café do Pina, 1976

Pavilhão São Jorge ou Café do Pina, 1976

Leia Mais »

5ago

Local onde funcionava a Fundação Villa Lobos em Manaus

Visitei o local que funcionava a Fundação Villa Lobos durante a gestão do Serafim Corrêa e onde implantaram a Orquestra Sinfônica de Manaus. O espaço tinha vida, tinha alegria. Aquele espaço foi entregue à administração do Amazonino Mendes em perfeitas condições.

O novo prefeito acabou com a Orquestra e abandonou o local. O prefeito Arthur Neto, por sua vez, nunca fez nenhum tipo de esforço para ocupar o espaço, mesmo sabendo que existia uma excelente infraestrutura.

Houve saque total. Levaram tudo: instrumentos, partituras, aparelhos de ar condicionado, o prédio foi saqueado e hoje é um ponto de encontro de viciados e um sanitário público. Até a placa de bronze da inauguração com os nomes de Alvaro e Antonio Maia foi roubada.

Com a intenção de destruir obras do Serafim Corrêa, Amazonino Mendes transformou a sede da extinta Fundação Villa Lobos, no bairro Parque 10 de Novembro, Zona Centro-Sul, num criadouro de dengue.

Local onde funcionava a Fundação Villa Lobos em Manaus / Foto : Reprodução Google Earth

Local onde funcionava a Fundação Villa Lobos em Manaus / Foto : Reprodução Google Earth

Leia Mais »

23jul

Como chegar nas Ruínas da Represa e Estação de Bombeamento de Águas da Cachoeira Grande

Em novembro de 2013, decidi convocar meu amigo Edlucio Castro para a seguinte missão: Visitar as Ruínas da Represa da Cachoeira Grande, no bairro São Jorge em Manaus.

A Represa e Estação de Bombeamento de Águas da Cachoeira Grande foi inaugurada em 1888, com 105 metros de comprimento.

As fotografias antigas mostram como era bonito o local. O progresso desenfreado e a insensibilidade das pessoas acabaram com tudo, o igarapé virou um esgoto a céu aberto – o que restou do empreendimento foram as ruínas do imponente prédio, no estilo medieval.

O passado dessa obra magnífica pode nos ensinar como não construir o futuro. Nesse post, eu ( Marcus Pessoa), lhes guio até o encontro deste magnífico prédio! As fotografias ficaram por conta do Edlucio Castro.

Represa da Cachoeira Grande em Manaus

Represa da Cachoeira Grande em Manaus

Leia Mais »

© Copyright 2013-2021, Todos os Direitos Reservados
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com